Boletim Eletrônico

Caras(os) amigas(os),

Milhares de pessoas marcharam hoje em Boston para marcar a 3º Marcha das Mulheres e reivindicar salários iguais, direitos reprodutivos e um fim da política xenofóbica do governo federal. As temperaturas abaixo de zero não impediram a multidão de acompanhar os discursos e a marcha do Boston Common para Copley.

A comunidade brasileira foi representada pelas diretoras do Grupo da Mulher Brasileira, Heloisa Maria Galvão, e do Centro dos Trabalhadores Brasileiros, Natalícia Tracy. A organizadora de direitos trabalhistas do GMB, Lidia Ferreira, também participou do movimento.

Ao falar para a multidão, Heloisa disse estar ali porque “não aquenta mais ouvir, ver e testemunhar histórias dramáticas de separação de famílias, crianças traumatizadas, o sofrimento intenso das famílias todos os dias em sua organização. E tudo porque o Presidente quer construir um muro estúpido”. Ela denunciou que o presidente está tirando “dinheiro da gente” para fazer isso e pediu que a delegação de Massachusetts não dê “nem um penny” para o muro.

Heloisa lembrou ainda que o o governo deveria, isto sim, reabrir para os trabalhadores federais voltarem ao trabalho e ganharem seus salários ao invés de precisarem ir buscar comida doada para levar para casa. Natalia Tracy falou dos projetos da carteira de motorista, que o CTB apoia junto com o Sindicato 32BJ, e o Ato Comunidades Seguras, ambos introduzidos na State House na última sexta-feira. Ela pediu apoio para essas medidas e disse que “unidas vamos passar estes projetos este ano”.

Faça uma doação